Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: A DIFERENÇA ENTRE OS DOIS PROCESSOS – Sistema Piaget
Categorias
Uncategorized

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: A DIFERENÇA ENTRE OS DOIS PROCESSOS

Pedagógico

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: A DIFERENÇA ENTRE OS DOIS PROCESSOS

Por Maria Luísa Silvestre e Fernando Farina

O período de alfabetização é, antes de qualquer coisa, um período de descobertas. Através de brincadeiras, jogos ou até mesmo fantoches, a professora encaminha os alunos ao conhecimento das primeiras letras e palavras. É nessa relação que surge a leitura, e é fundamental que nesse processo o aluno também seja letrado, ou seja, que consiga desenvolver a leitura e a escrita nas práticas sociais.

De acordo com Magda Soares, professora e pesquisadora de Educação, “A diferença entre alfabetização e letramento está no domínio que o sujeito tem sobre a leitura e a escrita.”.

Isso quer dizer que a pessoa pode estar alfabetizada, sabendo ler e escrever, mas sem entender as mensagens quando as lê e sem conseguir se expressar de modo compreensível em sua escrita.

VOCÊ LEU! QUE BOM! E O QUE VOCÊ ENTENDEU?

Um exercício constante na sala de aula é, depois de uma atividade de leitura, perguntar ao aluno “O que você entendeu?”. A interpretação de texto é um recurso valioso, que começa na Educação Infantil, antes mesmo da alfabetização, de maneira oral. Ao ouvir uma história, a criança deve ser estimulada a contar o que entendeu ou responder a perguntas específicas.

Muitas crianças adquirem o letramento rapidamente, outras demoram mais. Por isso, a leitura deve ser sempre de assuntos que fazem parte do universo da criança ou de algo que lhe desperte muito interesse, para que o que se lê ganhe sempre um significado para ela.

O MATERIAL DO SISTEMA PIAGET PARA A ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO

O material pedagógico do Sistema Piaget segue a metodologia do desenvolvimento paralelo entre alfabetização e letramento, idealmente, portanto, alfabetizar letrando.

“Desde cedo aprendendo alfabetizar letrando – juntar a escrita à interpretação de texto.”

Para tanto, desde a Educação Infantil o conteúdo é contextualizado e interativo. Todo o ensinamento parte de uma história ou de uma situação do cotidiano. Além disso, existem personagens para cada série que se entrosam com os alunos, criando verdadeiros vínculos de amizade.

Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, os personagens são crianças da idade dos alunos que crescem com eles e acompanham os alunos até a pré-adolescência. São essas personagens que contam histórias, vivem aventuras e passam a fazer parte do cotidiano dos alunos, ajudando na aprendizagem. Os alunos são chamados a opinar, a interpretar, a criar.

 E QUANDO ACABA O PROCESSO DE LETRAMENTO?

Vários educadores acreditam que ler com entendimento ou interpretação adequada, e escrever de modo a expressar seus pensamentos com clareza são conquistas que só ocorrem nos anos finais do Ensino Fundamental ou até mesmo no Ensino Médio. Isso porque há outros códigos que precisam ser assimilados pelos alunos, como mapas, tabelas, gráficos, tirinhas, charges.

Sabemos que nos vestibulares nunca faltam questões de interpretação dos mais variados gêneros textuais. Por que será? A resposta é que vários vestibulandos leem os balões dos quadrinhos, observam os desenhos, analisam os poemas, mapas, gráficos, mas se comportam como simplesmente alfabetizados, isto é, não conseguem extrair daquela linguagem verbal e visual uma interpretação associativa. Falta, nesse caso, um aprimoramento do letramento.

Podemos deduzir que o letramento não tem hora para se concluir. Ele vai se aperfeiçoando com o estudo.


Gostou deste texto? Quer conhecer mais e saber como é o método de ALFABETIZAÇÃO e LETRAMENTO do Sistema Piaget? Entre em contato com nossos consultores através do WhatsApp!

Mantenha-se informado sobre as novidades na Educação, acompanhando nosso Blog. Em nossas redes sociais, também temos conteúdos exclusivos. Confira!

DICAS PARA UMA BOA REDAÇÃO
Uncategorized
DICAS PARA UMA BOA REDAÇÃO

DICAS PARA UMA BOA REDAÇÃO Por Maria Luísa Silvestre e Fernando Farina Você sabe que tanto o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) quanto os mais importantes Vestibulares do país apresentam uma prova de redação e quase sempre o gênero textual pedido é uma dissertação cujo tema se relaciona a questões da atualidade. NO CAMPO […]

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: A DIFERENÇA ENTRE OS DOIS PROCESSOS
Uncategorized
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: A DIFERENÇA ENTRE OS DOIS PROCESSOS

Pedagógico ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: A DIFERENÇA ENTRE OS DOIS PROCESSOS Por Maria Luísa Silvestre e Fernando Farina O período de alfabetização é, antes de qualquer coisa, um período de descobertas. Através de brincadeiras, jogos ou até mesmo fantoches, a professora encaminha os alunos ao conhecimento das primeiras letras e palavras. É nessa relação que surge […]

PROJETOS DE DISCUSSÃO: RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DO COTIDIANO
Uncategorized
PROJETOS DE DISCUSSÃO: RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DO COTIDIANO

PROJETOS DE DISCUSSÃO: RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DO COTIDIANO Pedagógico Por Maria Luísa Silvestre e Fernando Farina Não é novidade que a constante problematização de situações do cotidiano dentro da sala de aula possibilita a interação e o diálogo nas mais diversificadas experiências dos alunos, envolvendo sempre uma tomada de decisão. Os exercícios de debate são […]

Receba nossa newsletter!