Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility AS AULAS DE “EDUCAÇÃO FÍSICA” – Sistema Piaget
Categorias
Uncategorized

AS AULAS DE “EDUCAÇÃO FÍSICA”

AS AULAS DE “EDUCAÇÃO FÍSICA” E SUA IMPORTÂNCIA NA ATUALIDADE

                       Pedagógico

Por Maria Luísa Silvestre

Faz muito tempo que, por questões de segurança, tornou-se rara a existência do “grupo de amigos”, e o “brincar na rua” ficou coisa do passado. Atualmente, devido à pandemia, os relacionamentos se restringiram ainda mais. A necessidade de isolamento dificulta os contatos reais, só restando as amizades virtuais. 

Por isso, na volta às aulas presenciais, apesar das regras sanitárias que determinam certo distanciamento, a escola ampliou o seu papel e importância, já que, para muitas crianças e jovens, ela é o principal local de socialização.

E as aulas de Educação Física e Esportes são boas oportunidades para a interação entre os alunos.

Além disso, é sabido que eles precisam se mexer, se movimentar, se exercitar, em benefício físico e também mental ou psicológico. Atividades físicas, de qualquer tipo, são fundamentais, pois ajudam a extravasar a ansiedade, a afastar medos e inseguranças. A Ciência nos ensina que os exercícios físicos fazem o organismo liberar endorfina, dopamina e serotonina, hormônios que geram sentimento de prazer e bem-estar, e ajudam no controle das  emoções.

A EDUCAÇÃO FÍSICA NAS AULAS A DISTÂNCIA

Se todos os professores tiveram de se reinventar e criar novas metodologias para suas aulas, muito mais foi exigido dos professores de Educação Física. Eles precisaram elaborar uma programação totalmente diferente, já que a quadra, naquele momento, era a casa dos alunos.

Os exercícios físicos deveriam ser feitos em pequenos espaços e eram essenciais para o movimento do corpo e saúde mental, principalmente pelo fato de que os alunos não saíam de casa  e, vários deles, estavam desanimados e até depressivos. 

Mas como seriam as aulas? Como motivar os estudantes? 

Foi preciso muita criatividade. Cada escola, com certeza, arranjou um jeitinho. Citamos, como exemplo, a atuação da equipe de professores de Educação Física e Esportes da escola de aplicação do Sistema Piaget – Colégio Piaget, que centralizou as atividades no que denominou de “ESTÍMULOS DIÁRIOS”. Eles apareciam nas lives por períodos curtos (15 a 20 minutos), mas frequentes, conversando, interagindo com os alunos e propondo atividades físicas divertidas, usando cabo de vassoura, a cadeira da cozinha, enfim, objetos improvisados. Tudo isso misturado a histórias ou músicas. Dança e Canto, com o professor de Música, passaram a fazer parte da Educação Física. Lembram os professores que até os familiares apareciam no horário para dançar e cantar junto.

A EDUCAÇÃO FÍSICA HOJE, NAS AULAS PRESENCIAIS

Muito se aprendeu na época das aulas on-line, ou seja, as atitudes preciosas dos professores de Educação Física e Esportes, como o carinho, o diálogo, a demonstração de afeto, foram  tão benéficas para o emocional dos alunos que, agora, continuam como um padrão. As crianças e os adolescentes  precisam desse ACOLHIMENTO, precisam gostar da escola, gostar do professor, gostar da atividade. 

Nesse contexto, a Educação Física pode ser a disciplina que mais auxilia física e emocionalmente os alunos, pelo fato de que promove a integração com os colegas e  o desenvolvimento de várias práticas de expressão corporal que são, na verdade, expressão do  próprio “eu” emocional e social.       

Ficou evidente que a Educação Física não pode mais ser vista como antes. Ela, agora, é uma CULTURA DE ATIVIDADES CORPORAIS DIVERSIFICADAS, que abrange brincadeiras, gincanas, dança, canto, teatro, exercícios de relaxamento e de meditação. Os aspectos socioemocionais são sempre levados em consideração e o diálogo com a turma não pode faltar.

A EDUCAÇÃO FÍSICA SEGUNDO A BNCC

BNCC situa, hoje, a Educação Física na área de Linguagem e a trata no âmbito da Cultura. Dessa forma, as expressões corporais se integram às demais disciplinas na formação plena do indivíduo. 

A atividade física, como todos sabem, melhora a saúde e diminui riscos de doenças como a obesidade, hipertensão arterial, colesterol alto e doenças respiratórias. O professor de Educação Física e de Esportes tem, sem dúvida, a função de incentivar as práticas de uma vida saudável e ativa. Mas, na escola, sua atuação vai além. Ele, como os demais docentes, devem auxiliar a saúde emocional dos alunos que, no mundo problemático em que vivemos, precisam se sentir bem recebidos, acolhidos, compreendidos, amados.        

Como dizia o mestre Paulo Freire, “Não se pode falar em Educação sem amor”.

APRENDIZADOS VALOROSOS: O AUTORRESPEITO E O RESPEITO AO OUTRO

A  Educação Física é uma disciplina propícia para desenvolver, além da saúde do corpo e a saúde mental ou emocional, ATITUDES CIDADÃS. Isso porque os jogos esportivos e as atividades lúdicas (competições e desafios em equipes) estimulam nos alunos o respeito por si mesmos, a solidariedade para com o próximo, a valorização do trabalho conjunto, o conhecimento e aceitação das suas características, bem como as  características dos demais.

É nas aulas de Educação Física que os alunos têm mais possibilidades  de lidar com o diferente, com as suas próprias limitações físicas e psíquicas e com as dos outros. Por isso a importância de o docente despertar essa percepção nos alunos, para que eles levem para a vida o saber conviver e o saber respeitar a diversidade que faz parte da sociedade.       

Então, existe a necessidade constante de o professor de Educação Física ou de Esportes conversar sobre esses aspectos éticos do autorrespeito e do respeito ao outro, que constituem valores  essenciais para convivências harmoniosas e construtivas.

NOVA NOMENCLATURA PARA NOVOS PROCEDIMENTOS

A disciplina de Educação Física  não pode ficar dissociada ou independente. Muitas escolas já criaram o “DEPARTAMENTO DE ESPORTES E CULTURA”, em que se incluem várias disciplinas, conforme o que seja possível à mantenedora disponibilizar aos seus alunos. Dessa maneira, a esse DEPARTAMENTO incluem-se as disciplinas de Música, Dança, Teatro, Circo, Arte, RPG, Alongamento, Ioga, Meditação, Xadrez, Damas, Ginástica e os Esportes em geral.

A variedade de opções potencializa o  PROTAGONISMO DISCENTE quando os alunos livremente escolhem a(s) modalidade(s) que desejam praticar (após um período de experimentação).             

Também ocorre o protagonismo no momento em que aos alunos é dada a voz para sugerir atividades. Os alunos precisam ter voz na escola, e esta precisa, na medida do possível, atender e estimular a participação ativa deles, inclusive  na organização dos conteúdos programáticos.

Também podem fazer parte do “Departamento de Esporte e Cultura” as aulas do SOUL SOCIOEMOCIONAL.

     O SISTEMA PIAGET disponibiliza para as escolas o Programa Soul Socioemocional, que é um Programa de Meditação para crianças e adolescentes, totalmente estruturado a partir dos momentos atuais de vida e desafios que se apresentam. Inspirado no “Programa Internacional Cultivating Emotional Balance”, objetiva ampliar o foco, a concentração e a atenção. E mais do que isso: trata-se de um trabalho em que se fortalecem as noções de limites, a autoestima, o controle e direcionamento da raiva para ações positivas. Enfim, aula a aula, o aluno aprende a refletir sobre suas emoções e atitudes, e cultivar o bem-estar, o equilíbrio e a felicidade.

Ah! Caso ainda não tenha o Programa Soul Socioemocional em sua escola e queira conhecer o material  acesse jpiaget.com.br ou Entre em contato com nossos consultores através do WhatsApp!

PAULO FREIRE E SUA PEDAGOGIA SIGNIFICATIVA
Uncategorized

PAULO FREIRE E SUA PEDAGOGIA SIGNIFICATIVA

PAULO FREIRE E SUA PEDAGOGIA SIGNIFICATIVA “A leitura do mundo precede a leitura da palavra” (FREIRE, 1989) Por Maria Luísa Silvestre Paulo Freire faria, no dia 19 de setembro de 2021, 100 anos. Esse brilhante educador e filósofo  é considerado o  “Patrono da Educação Brasileira” e recebeu homenagens em todo o Brasil pelo   seu centenário.  […]

COMO ESCOLHER OS LIVROS DE LEITURA PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL?
Uncategorized

COMO ESCOLHER OS LIVROS DE LEITURA PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL?

 COMO ESCOLHER OS LIVROS DE LEITURA PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL? Pedagógico Por Maria Luísa Silvestre Os educadores sabem que estimular o hábito da leitura é essencial para o desenvolvimento dos alunos em suas variadas potencialidades. Ler estimula a criatividade, trabalha a imaginação, exercita a memória, contribui com o crescimento do vocabulário e melhora a […]

TODO DIA ERA DIA DE ÍNDIO
Uncategorized

TODO DIA ERA DIA DE ÍNDIO

TODO DIA ERA DIA DE ÍNDIO Pedagógico Por Maria Luísa Silvestre O Dia do Indígena / Dia do Índio na escola é parte da programação anual das instituições de ensino. A data é importante para valorizar as culturas que formaram nosso país. Falar dos povos indígenas é falar da natureza, riqueza linguística e cultural, resistência […]

FORMAÇÃO CONTINUADA
Uncategorized

FORMAÇÃO CONTINUADA

Pedagógico FORMAÇÃO CONTINUADA Nova realidade, nova forma de ensino, novo conteúdo Por Maria Luísa Silvestre e Fernando Farina Os professores, coordenadores e diretores sabem muito bem como a escola precisou se modificar neste ano e meio, devido à pandemia. A forma de se comunicar com os alunos exigiu inúmeras adaptações. Os professores precisaram reinventar suas […]

PENSAMENTO COMPUTACIONAL
Uncategorized

PENSAMENTO COMPUTACIONAL

 PENSAMENTO COMPUTACIONAL OU PENSAMENTO ALGORÍTMICO Pedagógico Por Maria Luísa Silvestre e Fernando Farina Esses nomes chegam a nos assustar, não é mesmo?  A princípio pensamos que se trata de uma aula de informática ou uma aula de qualquer disciplina usando o computador. Mas, na realidade, basicamente, pensamento computacional ou pensamento algorítmico significa “PENSAMENTO LÓGICO”.   Tais […]

Receba nossa newsletter!