Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility FORMAÇÃO CONTINUADA – Sistema Piaget
Categorias
Uncategorized

FORMAÇÃO CONTINUADA

Pedagógico

FORMAÇÃO CONTINUADA

Nova realidade, nova forma de ensino, novo conteúdo

Por Maria Luísa Silvestre e Fernando Farina

Os professores, coordenadores e diretores sabem muito bem como a escola precisou se modificar neste ano e meio, devido à pandemia. A forma de se comunicar com os alunos exigiu inúmeras adaptações. Os professores precisaram reinventar suas aulas, criar metodologias mais lúdicas e interativas, motivar os alunos para que participassem. E, apesar das dificuldades, a realidade imposta provocou benefícios para a Educação: novas propostas de ensino-aprendizagem. Nenhum professor pode lecionar da maneira que fazia antes.

SOBRE OS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Além da metodologia se modificar, foi indispensável verificar o que realmente importava com relação aos conteúdos programáticos, ou seja, os professores tiveram de selecionar o que era verdadeiramente importante para a formação intelectual, social e emocional das crianças e jovens.

Impossível negar que a programação curricular é bastante antiga e conservadora. As novidades, mesmo bem antes da pandemia, restringiam-se às PRÁTICAS METODOLÓGICAS, como o emprego da tecnologia, da interatividade, da contextualização, da Cultura Maker (o famoso “faça você mesmo”, em que se cria objetos ou representações ligadas ao assunto estudado), entre outras.

Faz tempo que, felizmente, as aulas se tornaram mais criativas e possibilitando a participação ativa dos alunos. Entretanto, o conteúdo programático se manteve praticamente o mesmo.  

TEMPO DE DESCANSAR E, SE SOBRAR UM TEMPINHO, REFLETIR SOBRE AS AULAS E CONTEÚDOS

Sabemos que os professores trabalham demais e durante a pandemia não foi diferente. Muitas vezes, suas casas viraram cenários para as aulas e se usou até fantasias e perucas para motivar os alunos.

As férias, agora, são bem merecidas. Mas como o trabalho do professor não termina nunca, um tempinho das férias precisa ser empregado no seu crescimento profissional, na sua FORMAÇÃO CONTINUADA para acompanhar as constantes mudanças.

A cada dia novos acontecimentos surgem e a escola não pode ficar alienada às informações que os alunos recebem o tempo todo pelas redes sociais. Ela deve fazer parte do interesse dos alunos. A própria BNCC (Base Nacional Comum Curricular) dá abertura para novos conteúdos, já que as competências e habilidades que ela especifica não estão atreladas a conteúdos fixos da grade curricular. A proposta básica é desenvolver nos estudantes a capacidade de ler e interpretar o que leem com criticidade e a aquisição de valores de cidadania e atitudes positivas em relação ao meio ambiente e à sociedade.

Para tanto, os princípios e premissas trazidos pela BNCC contemplam: “a abordagem de temas contemporâneos, a integração curricular (interdisciplinaridade) e o compromisso com o desenvolvimento do protagonismo do estudante a partir de aprendizagens que sejam significativas para o contexto em que vivem ao mesmo tempo em que dialoguem com questões globais”.

Concluímos, assim, que há muita liberdade para os assuntos das aulas e, com isso, uma RESPONSABILIDADE IMENSA por parte dos professores. Se por um lado não basta seguir o conteúdo programático, por outro é preciso saber como preparar aulas que desenvolvam as habilidades e competências propostas para a formação de cidadãos críticos, agentes de mudança e com objetivos de igualdade, respeito e bem-estar para toda a sociedade.

FLEXIBILIDADE CURRICULAR

A BNCC fala também sobre habilidades focais para cada ano de ensino. Ou seja, há uma orientação para ajudar os professores na flexibilização curricular. Existe sim a possibilidade de escolher os conteúdos das disciplinas que serão abordados.

Para selecionar o que é relevante, é preciso uma reflexão importante, uma reciclagem, um novo olhar para a Educação. O que os professores tinham como claro e evidente não é mais verdadeiro. Eles já modificaram sua metodologia, agora precisam renovar ainda mais, reformulando os conteúdos curriculares dos seus planejamentos.

 PEDAGOGIA ATIVA E PEDAGOGIA DE PROJETOS

Essas duas práticas, indicadas também pela BNCC, já são comuns e largamente desenvolvidas pelo Colégio Piaget.

Como já mencionava o pensador Jean Piaget, o aluno deve ser o agente de seu próprio aprendizado. Portanto, as aulas em que “o professor explica e o aluno só ouve” não se aplicam mais há bom tempo. Na PEDAGOGIA ATIVA, o aluno participa da aula associando o novo conteúdo ao que já sabe da sua própria experiência ou aprendizado adquirido anteriormente, fazendo associações e tirando conclusões. Ele interage com o conteúdo (que deve ser sempre contextualizado), é o pesquisador, o descobridor… sendo o professor o seu importante orientador e mediador.

Quanto à PEDAGOGIA DE PROJETOS, está evidente que o aprendizado precisa se relacionar com temas abrangentes do cotidiano dos alunos e do interesse deles. E, nessa proposta, as disciplinas se unem e se complementam em torno de um assunto ou atividade. A interdisciplinaridade é fundamental para aprofundar um conhecimento e para os alunos não ficarem com aquela velha visão fragmentada de estudo (como se cada disciplina fosse uma gavetinha com ensinamentos próprios) e sim estabelecerem a integração dos saberes.

FORMAÇÃO CONTINUADA EM GRUPO OU INDIVIDUAL

As escolas costumam oferecer cursos, palestras, workshops, enfim, oportunidades para o seu grupo docente receber informações e aperfeiçoamentos. Mas o professor pode realizar pelo seu próprio interesse essa “formação continuada”, que agora se mostra mais do que necessária.

Para as novas Pedagogias (Ativa e de Projetos) e para a escolha dos conteúdos a serem desenvolvidos com os alunos, hoje é possível, pela internet, o acesso a vários textos e vídeos, e até se inscrever em cursos on-line, que podem ajudar muito no trabalho no próximo semestre.

SUGESTÕES PARA FORMAÇÃO CONTINUADA INDIVIDUAL

Artigos do google com propostas para aulas dinâmicas:

 E que tal ler um pouquinho? Seguem dois livros muito interessantes:


Se você quiser saber mais sobre nós, nossos materiais e recursos tecnológicos, acesse jpiaget.com.br ou Entre em contato com nossos consultores através do WhatsApp!

Receba nossa newsletter!