Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility TAREFA ESCOLAR – Qual a sua importância? – Sistema Piaget
Categorias
Uncategorized

TAREFA ESCOLAR – Qual a sua importância?

TAREFA ESCOLAR – Qual a sua importância?

Pedagógico

Por Maria Luísa Silvestre

 É muito comum crianças e adolescentes adiarem o máximo possível para começarem as lições. E, evidentemente, isso causa muita preocupação à família, desgaste emocional, discussão e até choro quando o estudante é ainda pequeno. 

Muitas vezes, após um dia longo no trabalho, os pais se veem diante de mais um compromisso: apoiar os filhos na realização da lição de casa. E o cansaço que surge nesse momento faz muitos se questionarem por que a escola manda exercícios e trabalhos para serem feitos em casa e se realmente vale a pena tanto esforço deles e dos filhos.

IMPORTÂNCIA DA LIÇÃO DE CASA PARA O APRENDIZADO

As tarefas escolares, no entanto, têm função muito importante no aprendizado e por isso  não podem ser excluídas pelas escolas.

Os especialistas em Educação afirmam que é na hora da lição que o estudante desenvolve  autonomia, responsabilidade, organização, entre outras competências voltadas aos estudos. Também a lição o ajuda a reter o conteúdo estudado ou a perceber dúvidas que poderão ser solucionadas na aula seguinte. Em suma, as lições e trabalhos em casa ensinam o aluno a aprender.

Para os pais, essas tarefas permitem que eles  fiquem cientes do que está acontecendo na sala de aula, o conteúdo que está sendo ministrado, o que está sendo cobrado e, o mais importante, o grau de dificuldade ou facilidade que o(a) filho(a) está tendo com os assuntos.

BRIGAR E FORÇAR NÃO  RESOLVE

Demonstrar nervosismo, gritar, fazer discursos e dar castigos não levam a lugar nenhum. Contar “histórias tristes” de como a criança ou o adolescente vai se tornar um adulto fracassado também não ajuda em nada.

Se o estudante diz que “A lição é muito difícil.” ou “Não estou entendendo nada e não vou conseguir terminar.”, a resposta mais desencorajadora que poderia ouvir dos pais é “Você é preguiçoso e acha tudo difícil.”.

Nessa hora, os pais devem ser muito tranquilos e conversar, dando apoio.  Devem dialogar, o que significa também ouvir o(a) filho(a) para entender o porquê do desinteresse, se existem problemas na escola (com colegas e/ou professores) ou se sentimentos de baixa autoestima ou falta de autoconfiança estão  fazendo com que se considere incapaz. Pode até ser um problema de estresse. Isso mesmo. Gente jovem também se cansa. Será que ele(a) não está com muitas atividades, cursos extras, sem tempo para um descanso antes de fazer os deveres escolares? Por isso, é preciso dialogar para entender o que está acontecendo.

Explique que as tarefas são realmente desafios, mas que ele(a) tem condições de enfrentar e ter sucesso. Diga palavras de incentivo, como: “Estamos juntos nesta dificuldade.”; “Não existem problemas que não possam ser resolvidos.”; “Juntos, acharemos soluções.”; “Vamos nos organizar.”; “Conte com a nossa ajuda.”; “Acreditamos em você.”; “Tudo vai dar certo.”.             

É fundamental que seu(sua) filho(a) se sinta livre para compartilhar seus medos e preocupações com vocês.  Procurem entender mais e julgar menos.

ROTINA E CRIAÇÃO DE BONS HÁBITOS

Para realizar qualquer tipo de tarefa é necessário estabelecer um método e seguir uma rotina. Para o estudo não é diferente. E a lição de casa é mais um componente das atividades que devem ser organizadas no dia a dia. Por isso, estabeleça com seu(sua) filho(a) um horário específico para a realização das tarefas. Escolham o momento mais adequado para ele(a) se concentrar e render melhor.

Outro ponto importante é oferecer um lugar adequado, com uma mesa e os materiais escolares à disposição. Habituem-no(a) a fazer os deveres sempre nesse lugar que foi especialmente criado para ele(a) (enfatizem isso). 

No caso dos estudantes maiores, se possível, deixem que escolham o horário (desde que sigam) e organizem um espaço exclusivo conforme o gosto deles.

E, para  que mantenham o foco, afastem elementos de distração, como tv ligada, por exemplo.

PROCEDIMENTOS COM A CRIANÇA

 Expliquem à criança que lição de casa, por ser uma revisão e reforço do que já foi mencionado em aula, é uma forma de poder demonstrar o quanto aprendeu. Peçam que ela repita o que entendeu sobre o assunto. Deixem bem claro que sabem que ela está progredindo e é capaz de fazer a tarefa. 

Até por falta de tempo, devido aos inúmeros afazeres do dia a dia, alguns pais acabam ajudando demais na  lição de casa, chegando a dar as respostas, ou seja, eles praticamente acabam fazendo as tarefas.

Isso só aumenta o problema e não contribui para a evolução da criança. Além do mais, muita interferência pode atrapalhar a maneira como a professora está desenvolvendo o processo de ensino-aprendizagem. Métodos ou procedimentos diferentes confundem a criança. 

Ouçam atentamente o que a criança diz sobre a tarefa e acreditem nela. Essa atitude reforçará a valorização que ela já dá às orientações da professora.     Portanto, ofereçam apoio à criança, tirem possíveis dúvidas, leiam com ela o enunciado dos exercícios, estimulem-na a pensar numa possível resposta. Mas jamais deem a resposta pronta.

PROCEDIMENTOS COM  O ADOLESCENTE

 Os pais devem manter um diálogo franco e sincero. Mais do que a criança, o adolescente precisa entender os porquês, as razões de ser de tal jeito. Deixem claro os papéis de cada membro da família, seus direitos e deveres. Expliquem a seu(sua) filho(a) o que ele(a) pode esperar de vocês e o que vocês esperam dele(a).  Convide-o(a) a participar da “cooperação familiar”

Digam sempre a verdade para que se estabeleça uma forte confiança. Só com confiança ele(a) desenvolverá um compromisso consigo mesmo e com a família.

Ressaltem que as tarefas de casa, assim como os estudos em geral, são de responsabilidade dele(a), mas que pode contar com a ajuda de vocês no que for possível. Ofereçam sempre formas de solução para as dificuldades, como aulas de reforço na própria escola ou auxílio de um profissional específico.

Deem dicas de organização para a realização das tarefas. Ajudem na criação de hábitos de estudo.

ELOGIEM SEMPRE QUE POSSÍVEL

O seu estudante, de qualquer idade, precisa de incentivo e elogios para sentir que vocês o valorizam pelas menores conquistas.

  Nem sempre seu(sua) filho(a) consegue acertar todas as lições da escola. Por isso, é importante que vocês o(a) ajudem a saber como lidar com os erros cometidos nessas atividades. Para isso, evitem repreensões sobre as falhas. Ao contrário, mostrem empatia nesse momento. Ele(a) precisa se sentir acolhido(a) pela família.

Conversem sobre a necessidade de estudar mais sobre as matérias que ele(a) tenha dificuldade. Aproveite essa oportunidade para incentivá-lo(a) a revisar o conteúdo e identificar em que tem errado.

Percebendo algum avanço, elogiem. Todo mundo gosta de ser elogiado e reconhecido por seus esforços, não é verdade? Estudos publicados em janeiro, na revista Educational Psychology, revelam que o elogio pode ser uma ferramenta poderosa para pais e professores inspirarem os alunos a se dedicarem mais aos estudos. Alunos que começaram a receber elogios melhoraram o aprendizado e as notas. 

Vale ressaltar que, para ser eficaz e realmente estimular os alunos, a tarefa escolar precisa ser dinâmica, criativa e atrativa, para despertar o interesse em realizá-la; se for feita como mera obrigação, não cumpre seu propósito.

No material do Sistema Piaget para a Educação Infantil é oferecido o Caderno de Atividades que apresenta uma série de exercícios sistematizados, envolvendo o conteúdo abordado em cada Unidade do Manual do Aluno. Esse caderno pode ser utilizado pelo professor tanto em sala de aula quanto em casa com a família (nesse caso como tarefa escolar).


Conheça as soluções do Sistema Piaget para a sua escola! Fale com um de nossos consultores e saiba mais!

Abordamos conteúdos relevantes aqui no blog, os quais envolvem educação, família e sociedade. Acompanhe!

Visite também nossas redes sociais para ter acesso a conteúdos exclusivos!

Receba nossa newsletter!